Oswaldo de Oliveira espera contar com Jóbson: "muito acima da média"


Jóbson aos poucos está sendo reintegrado no Botafogo

Oswaldo de Oliveira só assumirá o comando técnico do Botafogo em janeiro, mas, como bom observador de futebol, está por dentro dos principais assuntos do clube. E um deles atende pelo nome de Jóbson, atacante com tanta capacidade para driblar adversários, como para arrumar confusões fora de campo.

Depois de ser suspenso pelo uso de drogas, o jogador pouco a pouco está sendo reincorporado ao dia a dia do Glorioso. Se cumprir o que lhe foi pedido, estará na pré-temporada em janeiro e, em março, quando acaba sua punição, poderá retornar aos jogos oficiais com a camisa alvinegra. E o novo comandante do Botafogo espera que isso aconteça.

Mesmo à distância, Oswaldo já acompanha os passos do atacante. O treinador tem conversado com membros da comissão técnica alvinegra e com o gerente de futebol do clube, Anderson Barros. Quando chegar ao Rio, a princípio no dia 3 de janeiro, o técnico promete ter um papo com o jogador. E vai lhe dizer que só depende dele voltar à equipe alvinegra, já que tem qualidade para isso.

“Vi o Jóbson jogando bem demais no fim do Brasileiro de 2009. Ele tem uma excelente qualidade técnica. Conversei com o Anderson e há um otimismo na recuperação. Mas ele não é nenhuma criança. Ele mesmo vai ter de assumir a responsabilidade de querer se recuperar. Quando eu chegar, vou tentar interagir com ele para tentar ajudá-lo também. Mas depende só dele. Muito mais dele do que de qualquer pessoa ou instituição. Mas claro que gostaria de poder contar com Jóbson. É um jogador com uma qualidade muito acima da média”, disse o treinador.

Para Oswaldo, a maneira como o Botafogo vem tratando o assunto é a melhor possível e, por isso, acredita que o jogador recebe todas as condições para voltar a atuar em alto nível. “Nunca vi o Botafogo tratar o Jóbson com desdém nesse processo todo. Pelo contrário. Sempre vi o clube ter o maior respeito pelo jogador. Ele disse na última entrevista que concedeu que precisa se conscientizar e é isso mesmo. Depende mais dele do que de qualquer um para voltar a ser um grande jogador”. Oswaldo segue no Japão até o fim do ano, mas trabalha por telefone com o Botafogo. O treinador traça todo o planejamento com a comissão técnica e já indicou alguns nomes para reforçar o elenco alvinegro.