Homem abusa de filha adotiva e é condenado a mais de 100 anos


Um homem foi preso nos Estados Unidos após estuprar a filha adotiva de 13 anos. Brandon Weathers, de 39 anos, foi condenado a passar de 100 a 160 anos atrás das grades.

De acordo com o ‘NY Daily News’, o acusado afirmou que a menina tentou usar uma seringa com sêmen dele para engravidar. O juiz Shelley Stratman, entretanto, não acreditou no suspeito.

“Eu já ouvi um monte de coisas trabalhando neste edifício ao longo dos anos. E o que esse senhor disse é uma das mais ridículas”, afirmou durante a sentença.

A adolescente disse à polícia que teve relações sexuais com o pai adotivo logo nos primeiros meses em que ficou com Brandon e a esposa.

Quando a menina ficou grávida em novembro de 2014, Brandon mandou que ela procurasse uma pílula. A adolescente, porém, sofreu um aborto espontâneo. Após saber das acusações, a esposa de Brandon pediu divórcio.

A adolescente, que agora tem 15 anos, testemunhou no processo. Segundo os promotores, a garota continuou sendo abusada por Brando, mesmo após ser levada com a irmã da casa dos Weathers. Quando elas foram levadas, Brandou deu a adolescente um celular pré-pago e continuou abusando dela dentro do carro ou no próprio trabalho.

Correio24horas