‘O mundo sem Gal é outro mundo’, diz Caetano Veloso em entrevista com Bethânia após morte de Gal Costa


Foto: Reprodução/ TV Globo

Os Doces Bárbaros ganhou um toque amargo após a partida de 1/4 de uma das suas vozes mais marcantes, a morte de Gal Costa na última quarta-feira (9).

Em entrevista ao Fantástico os irmãos Maria Bethânia e Caetano Veloso falaram juntos sobre a transformação que tiveram na vida após o encontro com a soteropolitana. “A nossa história é amor da cabeça aos pés”, descreveu Caetano.

Bethânia conta que sua história com a amiga foi de amor à primeira vista. O frescor e a ousadia de Gal, e ao mesmo tempo o mistério chamou atenção e a encantou. “Foi amor à primeira vista, eu me apaixonei na hora que eu conheci Gal. Primeiro que era soteropolitana, não era do interior lá do sertão nem de Santo Amaro. Então ela tinha todo um jeito diferente, era muito charmosa, muito quieta, sabida”.

Para Caetano, o grande momento da amizade do quarteto foi a consolidação dos Doces Bárbaros. “Era uma espécie de celebração do que vinha acontecendo. E foi Bethânia que intuiu”, relembrou o baiano que teve o último encontro com a amiga em em novembro de 2021 no palco do Altas Horas.

Os irmãos afirmam que ainda estão aprendendo a lidar com a dor da perda de 1/4 de uma das maiores histórias de amor e amizade já vista na música brasileira.

“Eu falei pra Caetano assim, é como uma mesa estabilizada e tira uma perna. Desequilibra. Tudo fica muito desequilibrado. Bambeia. Até você entender, e o esforço a ser feito para que os três pés que restam se mantenham é muito grande, demora, não é rápido.”

Para Caetano e Bethânia, Gal será para sempre uma fonte de inspiração para eles e novos artistas. “A saudade vai ficar, eu quero que fique”.

Leia mais sobre Música no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.