Anitta reivindica popularização do funk no Rock in Rio: ‘Pode me chamar de egocêntrica’


Anitta
Foto: Reprodução/Youtube

Com o fim do Rock in Rio no domingo (11) após o show da cantora Dua Lipa, Anitta apareceu nas redes sociais nesta segunda-feira (12) para falar sobre a entrada do funk no festival.

Sem papas na língua, a cantora reivindicou a popularização do gênero na edição de 2022 do RiR, que contou com o Palco Favela e apresentações de cantoras como Lexa, Ludmilla e Luísa Sonza.

“Também me situaram que hoje é segunnnnda. Então agora que já acabou de fato e não tem mais outra semana… pra não deixar ninguém de fora… vim mandar o meu DE NADA”, iniciou no perfil do Twitter.

Após alguns usuários da rede social começarem a questionar se a fala seria uma indireta para algum artista, Anitta resolveu explicar o que estaria por trás do pensamento.

“Não estou mandando indireta a ninguém especificou… nunca fiz… não seria agora rs”, completou a cantora.

“Só eu e minha equipe sabemos o que passamos numa guerra silenciosa com gente bem grande pra conseguir o devido respeito ao funk. Não tem nada a ver com uma pessoa específico. Hoje peguei o cel e vi quanto funk rolou nesse festival e fiquei feliz que toda aquela briga extremamente exaustiva não foi à toa”, continuou.

“E quem quiser chamar de egocêntrica pooooode chamar. Me acho messsmo. Eu sei tudo que eu fiz e tenho o direito de honrar a mim mesma e vcs o direito de me achar uó. É isso, um beijo da Anitta”, finalizou.

Leia mais sobre Celebridades no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias