Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > notícias > segurança
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Whatsapp Whatsapp
Crime

Justiça decreta prisão preventiva de advogado suspeito de agredir ex

Advogado foi preso após vítima gritar por socorro dentro de carro em movimento; caso aconteceu no sábado (24)

Redação iBahia • 26/02/2024 às 11:36 • Atualizada em 26/02/2024 às 13:04 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

A Justiça decretou, na manhã desta segunda-feira (26), a prisão preventiva do advogado Roberto João Starteri Sampaio Filho, de 47 anos, preso em flagrante no sábado (24), suspeito de agredir e ameaçar a namorada no bairro Costa Azul, em Salvador. A decisão foi tomada após audiência de custódia.


				
					Justiça decreta prisão preventiva de advogado suspeito de agredir ex
Foto: Ruan Melo/ G1

De acordo com a Polícia Militar, guarnições da Rondesp/Atlântico estavam fora da unidade quando ouviram gritos de pedido de socorro por parte de uma mulher que dirigia um carro, dizendo que o companheiro estava armado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Na tentativa de fuga, o homem provocou uma colisão, momento em que foi abordado pelos militares, em frente ao Edf. Vesúvio, localizado na Rua Coronel Durval Mattos. Ainda segundo a polícia, o suspeito resistiu a voz de abordagem policial e entrou em luta corporal com os militares. Na busca pessoal, foram encontrados a arma de fogo com os carregadores e munições.

A vítima relatou que o advogado era seu ex-namorado e que após uma discussão, ele passou a agredi-la fisicamente.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito, identificado como Roberto João Starteri Sampaio Filho, foi conduzido para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), sendo autuado em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, ameaça e injúria real no âmbito da violência contra a mulher.

Advogado também foi acusado de matar publicitário

Além de advogado, Roberto João Starteri Sampaio Filho é professor universitário. Ele é acusado de matar o publicitário Daniel Prata, em um acidente de trânsito ocorrido em 8 de fevereiro de 2014 na, Av. Antônio Carlos Magalhães (ACM), próximo ao Parque da Cidade.

Na época, o inquérito policial apontou que o advogado estava embriagado no momento do acidente. No entanto, ele negou ter ingerido bebida alcoólica e acusou a vítima de fazer uma ultrapassagem.

A investigação indicou, segundo perícias técnicas, que Daniel Prata passava pelo cruzamento a uma velocidade de aproximadamente 10km/h, quando foi atingido pela caminhonete do advogado. O publicitário morreu na hora.

Um inquérito do Ministério Público (MP-BA) apontou o estado de embriaguez do advogado no momento da condução do veículo. De acordo com a investigação, ele estaria a uma velocidade entre 135 km/h e 140 km/h no momento do choque. Roberto João Starteri foi denunciado pelo MP com base neste inquérito.


				
					Justiça decreta prisão preventiva de advogado suspeito de agredir ex
Daniel Prata era publicitário e morreu na hora após colisão entre veículos. Foto: Reprodução/TV Bahia

Ainda de acordo com as investigações na época, Roberto Starteri tinha acabado de sair de uma boate no Rio Vermelho, local onde ingeriu bebida alcoólica. Além disso, ele teria causado uma confusão na saída do estabelecimento.

No ano de 2018, a justiça determinou que Roberto João Starteri Sampaio fosse monitorado por tornozeleira eletrônica. A sentença atendia a um pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e previa também a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e a proibição dele se ausentar do país e de Salvador sem autorização da Justiça.

No mesmo ano, ele foi preso em flagrante durante blitz de alcoolemia. Na ocasião, Roberto apresentou sinais de embriaguez, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro e teve a CNH retida.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SEGURANÇA :

Ver mais em Segurança