Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > notícias > segurança
Whatsapp Whatsapp
Investigações

Segundo suspeito envolvido na morte de Sara Mariano é preso

Informação foi confirmada pelo delegado Euvaldo Costa, que investiga o caso

Nathália Amorim • 15/11/2023 às 6:23 • Atualizada em 15/11/2023 às 11:50 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

O segundo suspeito de envolvimento na morte da cantora gospel Sara Mariano foi preso na noite de terça-feira (14). A informação foi confirmada pelo delegado Euvaldo Costa, que investiga o caso.


				
					Segundo suspeito envolvido na morte de Sara Mariano é preso
Segundo suspeito envolvido na morte de Sara Mariano é preso. Reprodução Redes Sociais

O homem foi identificado como o Bispo Zadoque, que tem atuação em igrejas evangélicas na região metropolitana de Salvador.

Leia mais:

Ederlan Santos, primeiro suspeito preso e marido da cantora gospel é o principal investigado pelo assassinato de Sara Mariano. Ele foi preso no dia 28 de outubro, quatro dias após o desaparecimento da vítima e logo após o corpo dela ser encontrado queimado às margens da BA-093.

Desde o dia 1° de novembro, Ederlan foi transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Os delegado que investigam o caso afirmam que ele confessou o crime e seria o mandante. No entanto, a defesa dele nega a confissão.

O iBahia entrou em contato com a Polícia Civil para saber mais detalhes sobre a segunda prisão, mas até o momento, não obteve resposta.


				
					Segundo suspeito envolvido na morte de Sara Mariano é preso
Sara Mariano foi encontrada morta no município de Dias D'Ávila. Foto: Reprodução/Instagram

Relembre o caso

Sara Mariano foi vista com vida pela última vez na noite do dia 24 de outubro, ao deixar a casa da família. Na ocasião, Ederlan Mariano registrou um boletim de ocorrência do desaparecimento da esposa. Segundo a versão dada por ele, ela teria saído para ir a eventos religiosos no município de Dias d'Ávila, na Região Metropolitana de Salvador, mas disse não saber quais.

Ainda segundo ele, uma câmera de segurança flagrou o momento em que Sara deixa a residência e entra em um carro, mas não sabia quem seria o motorista que a levou.

As versões dadas por Ederlan, de que Sara Mariano teria saído para um evento gospel foi contestado por uma pastor, amigo da cantora, no mesmo dia.

Segundo o líder religioso André Santos, não houve nenhum evento em igrejas do município, no dia e horário relatado por Ederlan. Apesar disso, em um vídeo publicado por Sara nas redes sociais, antes de desaparecer, ela informou que estava a caminho da cidade.

Três dias depois, no dia 27 de outubro, o corpo de Sara Mariano foi encontrado queimado em uma área de mata às margens da BA-093, na localidade de Dias D'Ávila.

Para a Polícia Civil, Ederlan reconheceu que era Sara, por causa de um anel e sandália dela que foram encontrados próximo ao corpo.

Ederlan foi preso pelo crime na madrugada do dia 28, após confessar ter matado a esposa. Ele foi preso temporariamente, porque um dos delegados que investiga o caso apontou que houve clara intenção do investigado de destruir possíveis provas armazenadas no celular da vítima.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SEGURANÇA :

Ver mais em Segurança