Entrevista

'Preta Bahia': conheça a modelo mirim Lis Dórea

Aos 5 anos, soteropolitana já trilha primeiros passos nas passarelas

Redação iBahia
05/03/2022 às 8h00

3 min de leitura

Inúmeros compositores já cantaram a Bahia. Quem pisa aqui se inspira do axé às belezas naturais, da cultura à pluralidade representada pelo povo. É assim que o "Preta Bahia", do iBahia, vai apresentar o Estado ao contar histórias, vivências e projetos de baianas e baianos pretos e pretas. É um convite a um abraço na Bahia pelos braços dos baianos. 

Nesta primeira matéria/perfil, o iBahia apresenta Lis Dórea, modelo mirim, soteropolitana e moradora de Catu de Abrantes, em Camaçari, região metropolitana de Salvador. Aos 2 anos, Lis já estreava nos holofotes e a principal motivação era ser famosa. A inspiração? "Minha ‘pró’ Julia Evelin", conta sem nem pensar muito. 

Durante a semana, Lis estuda e revela que adora ir à escola, mas é aos sábados que a brincadeira fica um pouco mais séria e ela trabalha profissionalmente como modelo. Ao falar da rotina de trabalho, Lis se empolga e conta que adora desfilar, posar para fotos e que se sente bonita em todas elas. "Eu me sinto bem com minha carreira", diz. 

Com certa impaciência e inquietude, a alegria de Lis contagia. Como toda criança, ela gosta de brincar de esconde-esconde e tem a companhia do irmão Djalminha, de 6 anos. Apaixonada por bichos, a lista conta com tartarugas, papagaios, cachorros, gatos e passarinhos. Adora ir à roça, ver o avô, brincar com galinhas e a tartaruga Lili.

Representatividade importa, sim!

Lis Dórea, 5 anos

Desde a infância, a representatividade tem impacto direto na autoestima de pessoas pretas. Lis começou a carreira em 2019 e já participou de campanhas publicitárias no Hospital Santo Amaro, grupo ISM, Bebayulo e Goob. Mês passado, a pequena participou de um workshop de teatro. Para Zuleide Souza, mãe da modelo, o curso contribuiu para o desenvolvimento e desenvoltura em atuações.

Nas redes sociais, Lis promove ações de empoderamento da criança negra. Ela ainda afirma que incentiva outras meninas a se produzir. "Enfeitar o cabelo com uma fita, ou uma tiara, para ficar muito chique!", conta ao iBahia.

Com total apoio e investimento dos pais, Lis já começou a trilhar os primeiros passos nas passarelas e o sonho de se tornar modelo profissional está cada vez mais perto. Dona de si, Lis se orgulha do que vê no espelho e afirma: "gosto do meu cabelo, do meu sorriso…me sinto uma modelo preta poderosa"

Leia mais notícias da Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.

Lis Dórea no Pelourinho, em Salvador