Paralisação

Agentes municipais de saúde fazem protesto e parte do centro de Salvador fica bloqueado

Principal reivindicação da categoria é o cumprimento da Emenda Constituicional nº 120/2022, que corresponde ao piso salarial dos agentes.

Redação iBahia
27/07/2022 às 12h25

2 min de leitura
Foto: Divulgação / Sindseps

Os agentes municipais de saúde de Salvador fazem um protesto, na manhã desta quarta-feira (27), e bloqueiam parte do centro da capital baiana. De acordo com informações do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps), o ato começou na Praça 2 de Julho, localizada no bairro do Campo Grande, com centenas de servidores e seguiu até a Câmara Municipal.

A principal reivindicação da categoria é o cumprimento da Emenda Constituicional nº 120/2022, que corresponde ao piso salarial dos agentes. Bruno Carianha, presidente do Sindseps, informou que o piso é de R$ 2.424,00 com 120% de gratificações. Entretanto, a gestão municipal não quer – segundo o sindicato – manter os acréscimos.

Ainda não há previsão para liberação da via. A Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Gestão (Semge), informou que “apresentou no início deste mês a proposta de aumento salarial para a categoria dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias (ACE) do Município. Em cumprimento à Emenda Constitucional 120/2022 e necessidade de assegurar os princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal, a remuneração total proposta é de R$ 3.358,60, mais auxílio alimentação e auxílio transporte. O aumento é de aproximadamente 72%, em comparação com os valores atuais.”

Leia mais sobre Bahia em ibahia.com e siga o Portal no Google Notícias.