Após ordem judicial, casa de show na Paralela é demolida


Foto: Reprodução / TV Bahia

Uma casa de show, localizada na avenida Paralela, foi demolida na manhã desta terça-feira (22) pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). A desocupação e demolição foi concedida por ordem judicial por estar na "Área D" do Parque Metropolitano de Pituaçu, que é de propriedade do Estado da Bahia.

De acordo com informações da entidade, o foco principal é a preservação do espaço. A ação incluiu a demolição das estruturas construídas no Alto do Andu e o cercamento da área ocupada irregularmente. Além de técnicos do Inema, a operação conta com o auxílio da Superintendência de Patrimônio – SUPAT/SAEB e com o apoio da Polícia Militar da Bahia (PMBA).

O dono do espaço, Ricardo gaban, informou em entrevista à TV Bahia que a área pertencia a sogra dele há mais de 50 anos. E que a decisão judicial está sendo tomada a partir de um processo de 2012 e que depois disso outras contestações já foram feitas. 

Sobre o Parque
Criado pelo Decreto Estadual nº 23.666, de setembro 1973, o Parque Metropolitano de Pituaçu abrange hoje uma área de 493 hectares, sendo 392 hectares de área preservada – onde já foi catalogada uma grande diversidade de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes. Remanescente da Mata Atlântica, Pituaçu é um dos raros e mais belos parques ecológicos brasileiros situados dentro da área urbana. Ele tem uma infraestrutura que permite, ao mesmo tempo, o uso pela população e a preservação do espaço, que é a maior área verde de uso público de Salvador.

Leia mais sobre Salvador no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias