Atirador do shopping Barra será ouvido na delegacia


Clientes do Shopping Barra foram surpreendidos ontem, por volta das 17h15, ao ouvir tiros na entrada do 1º piso. Houve pânico, correria e duas clientes desmaiaram. Uma mulher, que preferiu não se identificar, relatou que estava sentada com a família na escadaria de acesso ao pavimento na ala mais nova do estabelecimento quando ouviu os disparos. “Estava sentada, conversando quando ouvi o pipoco. Aí vi um cara vindo com um revólver na mão”, afirmou.
Com o susto, sua filha desmaiou e foi levada ao serviço médico do shopping, onde ela também acabou perdendo os sentidos. A jornalista e professora da Ufba Malu Fontes chegou a ouvir o som dos disparos quando estava em uma loja. “Teve uma correria dentro do shopping, mas a gente foi para fora, ver o que era”, disse. 
Carro branco saiu em disparada do subsolo do shopping
De acordo com o delegado João Cavadas, titular da 14ª Delegacia (Barra), a ação ocorreu no estacionamento do shopping. “A informação que a gente tem é que um homem que se apresentou como policial civil abordou um homem em um Golf branco, que fugiu em seguida”, afirmou o delegado, ressaltando que não foi confirmado se, de fato, era um policial. 
Já  segundo informações da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (Barra), um homem em uma moto teria feito disparos contra um carro branco, que saiu do estacionamento em alta velocidade.  
A Secretaria de Segurança Pública  (SSP) emitiu nota informando que ocorreu uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro na Barra visando prender “um homicida de alta periculosidade daquele estado”. Durante a ação, que teve apoio de policiais da SSP-BA, um policial civil do RJ fez disparos de advertência quando o procurado jogou o carro na direção dos policiais, conseguindo fugir. A SSP informou ainda que o autor dos disparos prestará esclarecimentos na 14ª Delegacia. 
O delegado João Cavadas afirmou, por volta das 21h30 de ontem, que ainda não havia sido comunicado oficialmente pela SSP sobre a operação policial na região. A assessoria de comunicação do shopping  informou que um carro saiu em alta velocidade do estacionamento do shopping e que policiais que estavam próximos ao local perceberam a movimentação. O Barra lamentou o ocorrido e afirma ainda que “se houve tiros, não foi dentro do shopping”.Matéria original Correio*
Atirador do shopping Barra será ouvido na delegacia