Homem flagrado por influenciadora em banheiro feminino de cinema afirma ter entrado por engano no local


Rose Bello
Foto: Reprodução/Instagram

O homem flagrado pela influenciadora paulista Rose Bello em um banheiro feminino de Salvador, afirma ter entrado no local por engano. O banheiro onde o caso aconteceu fica na área VIP do cinema de um shopping da capital baiana. Na terça-feira (20), ele registrou Boletim de Ocorrência de calúnia contra a blogueira.

Ao iBahia, o homem, que não quis ser identificado, explicou que foi assistir a um filme por volta das 21h do domingo (18). No entanto, como o longa era extenso, ele precisou ir ao banheiro e não prestou atenção na placa da porta.

“Entrei, tinha a placa sanitário e uma porta. Tentei abrir a porta, vi que não abriu, me direcionei a porta seguinte que era um banheiro. Acho que não tinha o nome feminino, tinha só o símbolo, mas eu acabei entrando sem perceber isso”, disse.

“Tinham duas cabines, uma estava entreaberta. Eu tentei abrir a porta, e vi que tinha alguém dentro. Em momento nenhum eu consegui destinguir se era homem ou era mulher. Aí eu percebi que tinha alguém dentro, a pessoa empurrou a porta [para fechar], eu recuei, fui para a pia, lavei minha mão e arrumei meu cabelo”, contou.

Em seguida, ele explica que a influenciadora saiu da da cabine e falou que aquele era o banheiro feminino.

“No momento em que ela falou eu saí do banheiro, olhei para a plaquinha, percebi que realmente se tratava de um banheiro feminino, me direcionei à porta novamente, pedi desculpas e fui para o banheiro masculino”, explica.

Segundo o rapaz, após utilizar o banheiro masculino, ele voltou para a sala do cinema para terminar de assistir ao filme. A influenciadora, que estava no banheiro feminino, também retornou para a sala e assistiu ao mesmo longa.

Com o término do filme, por volta de 1h da manhã, ele desceu as escadas para ir embora, quando foi abordado pela influenciadora.

“Ela falou: ‘foi você que estava no banheiro feminino, não foi?’. Eu falei: ‘fui eu sim, me desculpe, entrei por engano’. Nessa hora, o namorado dela já estava próximo a mim e começou a gritar: ‘o que você estava fazendo no banheiro feminino?’. Eu pedi desculpas novamente e disse que foi um engano”, relatou.

De acordo o homem, foi nesse momento que o casal começou a filmar a situação enquanto gritava com ele.

“Foi nesse momento que eu falei ‘chamei os seguranças, que eu preciso conversar com os seguranças’, relatou.

“Fomos para a parte externa do cinema e chegaram duas gerentes. Ela [influenciadora] contou a versão dela e eu contei a minha. […] A gente ficou um tempo conversando, ela [blogueira] ficou me acusando, repetindo a história.[…] Eu falei com ela para a gente ir na delegacia e que só sairia de lá com os policiais, direto para a delegacia”.

Ele conta que, à princípio, a blogueira aceitou ir na delegacia, mas a polícia não foi acionada por ninguém e a mulher decidiu ir embora. Ainda segundo o homem, ela chegou a afirmar que iria resolver a situação o expondo para os seguidores nas redes sociais.

“Ela pegou o namorado dela, deu as costas e foi embora. Quando ela foi embora, todos que estavam ali ao nosso redor, a segurança, as pessoas da limpeza, concordaram que é um absurdo ela não ter dado seguimento a denúncia que ela estava fazendo, simplesmente ter gravado e saído”, conta.

Ainda segundo ele, a sensação é de ter sido lesado.

O iBahia entrou em contato com a blogueira, mas até o momento da publicação desta matéria, não obteve retorno.

Investigação

Por causa do ocorrido, o homem registrou um Boletim de Ocorrência de calúnia, na terça-feira (20), contra a blogueira, que afirmou que o homem a observou enquanto estava na cabine do banheiro.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que a ocorrência foi registrada na 16ª delegacia, no bairro da Pituba.

“De acordo com o comunicante, ele entrou no banheiro feminino da sala de cinema por engano e foi alertado por uma mulher que o informou que ali não era o banheiro masculino. Ele pediu desculpas e se dirigiu para o local correto, porém, momento depois foi abordado novamente pela mesma mulher, que passou a gritá-lo, gravar o rosto dele e o acusá-lo de assédio”, diz a nota da Polícia Civil.

Ainda segundo a polícia, testemunhas serão ouvidas e imagens de segurança do estabelecimento serão analisadas. A blogueira ainda não registrou boletim de ocorrência em nenhuma delegacia.

“Provavelmente eu irei entrar com duas ações contra ela, tanto cível quanto criminal. Eu não vou deixar passar, vou até o final”, pontuou o homem envolvido no caso.

Pelas redes sociais, Rose Bello informou que já “tomou todas as providências” e fez um boletim de ocorrência contra o shopping. No entanto, a Polícia Civil diz que, “até o momento, a suposta vítima de assédio não registrou ocorrência em nenhuma delegacia.

A influenciadora, conhecida como Rose Bello, através de sua assessoria jurídica, vem informar que já estão sendo adotadas todas as providências cabíveis. Ressaltamos que os banheiros femininos e masculinos são para uso dos respectivos gêneros, mas nunca do gênero oposto. Que o episódio constrangedor seja apurado pelas autoridades“, diz a nota do advogado de defesa da influenciadora.

Carta de defesa do homem:

Os vídeos e imagens que estão sendo veiculados nas redes sociais da suposta vítima e nos veículos de comunicação, não correspondem com a verdade dos fatos.

Isso porque, em momento algum, meu cliente teve a intenção de entrar no banheiro feminino de forma proposital, a fim observar a suposta vítima ou praticar algum tipo de assédio.

Ressalta-se que, o fato ocorreu em um curto lapso temporal, assim que tomou conhecimento que tinha entrado no banheiro errado, se desculpou e se retirou do local, não houve qualquer tipo de resistência por parte dele.

As imagens das câmeras são capazes de comprovar que tudo não passou de um mal entendido, inclusive tais imagens já foram requisitadas à polícia para que façam a devida apuração dos fatos.
Durante toda a confusão no cinema, foi solicitado insistentemente pelo meu cliente, que o caso fosse conduzido e resolvido na delegacia de polícia, o que foi recusado pela suposta vítima, alegando que é uma blogueira famosa possuindo mais de um milhão de seguidores e que iria resolver o caso da forma que queria.

Cumpre observar, que se a intenção dele fosse praticar algum tipo de assédio, não retornaria para sala de cinema onde poderia ser identificado, tampouco se colocaria a disposição e insistiria para resolver o caso na delegacia.

Desse modo, por ter a sua honra ofendida, fomos até a delegacia de polícia e registramos a ocorrência pelo crime de Calúnia, pela imputação falsa de um fato criminoso, além do crime de difamação pela exposição que sofreu na internet e seguiremos com as devidas medidas legais, buscando ressarcimento por todo dano causado.

Por fim, se de fato a suposta vitima alega ter sofrido algum tipo de constrangimento, deveria ter levado o caso com a seriedade necessária e procurado os meios legais para isso e não simplesmente expor a imagem como foi feito, fazendo da internet um verdadeiro tribunal e deixando com que os seus seguidores julgassem o fato.

A forma com que o caso vem sendo conduzido é um verdadeiro absurdo, esse tipo de exposição pode gerar danos gravíssimos, não só a saúde mental do cliente, mas também uma verdadeira ameaça à sua integridade física, uma vez que ele pode facilmente ser identificado e ser abordado na rua.

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.