Ladrão baleado obriga refém a levá-lo até clínica


Uma tentativa de assalto à Loja Insinuante da avenida Bonocô terminou em tiros, sequestro e perseguição na tarde desta segunda-feira (23). Um dos suspeitos foi baleado e está internado sob custódia da Polícia Civil no Hospital Geral do Estado (HGE).

Segundo as informações da ocorrência, quatro ladrões chegaram em um Palio azul para assaltar a Insinuante. Quando terminaram de estacionar e desceram do veículos, armados, um cliente que também estacionava percebeu a ação criminosa e atirou contra um dos suspeitos, atingido no tórax.

Os ladrões então fizeram um refém e obrigaram que este levasse o baleado, em seu Siena, até uma clínica – a Santa Bárbara, no Matatu de Brotas. Segundo a 58ª Companhia Independente de Polícia Militar, guarnições da companhia perseguiram o carro até a unidade médica, onde prenderam o suspeito baleado, Willian Santos Sena, 22 anos, que foi conduzido então ao HGE. Os outros suspeitos foram deixados no Largo do Tamarineiro e conseguiram fugir.

A polícia fez buscas pelos outros suspeitos, sem sucesso até o momento. O caso foi registrado na 6ª Delegacia.

Correio24horas