Mãe de uma das suspeitas de latrocínio contra Cristal Pacheco pede perdão a família da estudante: ‘Minha filha vai pagar pelo que fez’


Foto: Reprodução/TV Bahia

A mãe de uma das suspeitas de matar Cristal Pacheco, de 15 anos, em uma tentativa de assalto em Salvador, pediu perdão a família da vítima nesta terça-feira (9).

Em entrevista para a TV Bahia, a mulher, que não quis ser identificada, afirmou que a filha é “doente”. Ela também contou que antes do crime ocorrer, ela internou a filha em uma clínica, mas a suspeita fugiu da unidade 15 dias depois.

“Quero pedir desculpa a família, pedir perdão a família de Cristal, dizer que eu também estou sofrendo e que ela perdoe a minha filha. Que ela é uma pessoa doente, ela é uma usuária de crack e eu tenho certeza que ela fez isso porque ela tinha usado a droga”, disse a mulher.

“Depois que ela fugiu, tem mais ou menos 20 dias que a gente foi para a rua, eu, a irmã dela, a tia dela, pegar ela para internar. Saímos com o carro da clínica, mas infelizmente a gente não conseguiu pegar, porque ela saiu correndo e entrou em um ônibus”, completou.

Ainda segundo a mulher, a filha vai pagar pelo crime que cometeu.

“Eu já pensei até em comprar uma corrente para prendê-la dentro de casa, mas me falaram que se eu fizesse isso ia ser presa se alguém me denunciasse. Minha filha vai pagar pelo que fez, mas esse problema não acabou, porque existem outros usuários de crack pelo mundo”.

Na tarde desta terça-feira (9), as duas suspeitas foram transferidas para o Conjunto Penal Feminino (CPF) da capital baiana.

Gilmara Daiam de Sousa Brito foi detida em flagrante horas após a morte da adolescente. Enquanto Andréia Santos Carvalho se apresentou no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na última quinta-feira (4).

Em depoimento, ambas confirmaram participação no crime. A suspeita Andréia Santos, confirmou ter disparado contra Cristal. A TV Bahia, o advogado de defesa afirma que a mulher estava em “abstinência da droga” e “fora de si” quando cometeu o crime.

A arma utilizada pela suspeita durante o assalto foi encontrada e apreendida pela polícia na casa de um adolescente, na Rua do Sodré, no Largo Dois de Julho.

Relembre o caso

Cristal tinha 15 anos e foi baleada no peito. Ela estava a caminho da escola com a mãe e a irmã mais nova, de 12 anos, quando foram abordadas pelas duas assaltantes.

O crime aconteceu pouco antes das 7h, na frente do Palácio da Aclamação, a poucos metros do Quartel dos Aflitos. Câmeras de segurança instaladas na região registraram os momentos antes, durante e depois do latrocínio.

Em um dos vídeos, a garota aparece de braços dados com a mãe, enquanto a irmã mais nova caminha solta, ao lado delas.

Em outras imagens, que foram cedidas ao iBahia pelo g1, dá para ver o momento exato do crime. No vídeo, dá para ver duas mulheres atravessando e seguindo em direção à família. Em seguida, elas abordam as meninas e a mãe delas.

Em determinado momento, a garota é baleada e cai. As mulheres fogem com pertences das vítimas. A mãe da menina baleada tenta prestar socorro a ela. A ação dura segundos.

No vídeo, é possível ver também a movimentação na região após a morte da menina, como carros e pessoas parando. Em determinado momento, é possível ver ainda a irmã da menina correndo, voltando no sentido oposto ao que a família caminhava.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O tiro que matou Cristal Pacheco, de 15 anos, a atingiu no coração.  Ela morreu no local. O perito que examinou o corpo da vítima confirmou a informação.

“Ela foi vítima de um disparo de arma de fogo na altura da mama esquerda. Provavelmente, o projétil se alojou no músculo cardíaco, provocando um choque cardiogênico, e ela veio a óbito em questão de minutos”, apontou o perito do DPT, Marcos Mouzin à TV Bahia.

corpo da adolescente foi enterrado no dia 2 de agosto, no Cemitério Campo Santo, no bairro da Federação. Dezenas de amigos e familiares estavam presentes, incluindo os pais de Cristal. A cerimônia foi marcada cor muita comoção.

Foto: Felipe Oliveira/TV Bahia

Leia mais sobre Salvador em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.