Metrô de Salvador recebe exposição sobre importância da saúde e conexão entre culturas


Foto: Divulgação

A estação de metrô Campo da Pólvora, em Salvador, recebe a partir desta quinta-feira (4) até o dia 3 de novembro, uma exposição. O fotógrafo André François apresenta o projeto “Ubuntu”, cuja mostra faz parte de um documentário fotográfico que busca sensibilizar as pessoas sobre a importância da saúde e da qualidade de vida por meio do cuidado e da conexão entre diferentes culturas ao redor do mundo.

Idealizada pelo fotógrafo, em parceria com a jornalista Paula Poleto, a exposição conta com retratos que trazem a reflexão sobre as relações humanas em diferentes culturas ao redor do mundo. O que une todo o projeto é a filosofia africana Ubuntu, que traz esse conceito de humanidade, pertencimento e comunidade. Ubuntu significa: “uma pessoa é uma pessoa através de outras pessoas”. Você é quem você é por causa da relação que tem com os outros ao seu redor. Ou simplesmente: eu sou porque nós somos.

Foto: Divulgação

Ao longo de 13 anos, o fotógrafo registrou inúmeras iniciativas positivas na educação e na saúde em comunidades de 15 países. Temas como acesso à água, o cuidado ao meio ambiente e os direitos humanos também fazem parte do projeto. Para alcançar tantas histórias, André e Paula visitaram diversos lugares ao redor do mundo, como as comunidades Yanomami, em Roraima, no Brasil, e os Inuits, em Nunavut, no Canadá, passando por Japão, China, Bolívia, Camboja, Estados Unidos e Haiti, até África do Sul, Lesoto, Moçambique, Quênia, Uganda, Ruanda e Burundi.

Durante a pandemia de Covid-19, André foi a campo para registrar o trabalho das equipes de saúde com os participantes brasileiros. . Todos os temas abordados estão interligados e reforçam a importância das conexões humanas.

“Essa exposição traz uma seleção de retratos feitos ao longo dessa experiência transformadora de aprendizado que é o Ubuntu. Ao olhar nos olhos das pessoas retratadas podemos, muitas vezes, nos ver refletidos ali, nas dores, nos desafios e na resiliência que nos une como seres humanos. Eu sou porque nós somos”, afirma André François.

Acessibilidade

As exposições também contarão com medidas de acessibilidade para pessoas com deficiência terem acesso ao conteúdo. No espaço terá disponível uma bancada que possui a imagem tátil de um dos retratos expostos, além do recurso de audiodescrição e libras de todas as imagens da exposição, que podem ser acessados via QRCode.

A ação integra o Bora de Metrô, programa da CCR Metrô Bahia que apoia a arte e realiza eventos culturais e de entretenimento no Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas.

Serviço:

Local: Estação de Metrô Campo da Pólvora (Nazaré)

De 04/10 a 03/11

Todos os dias, das 5h à 0h

Classificação Livre

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.