Motorista por aplicativo desaparecido após aceitar corrida é achado em Salvador


Foto: Acervo Pessoal

O motorista por aplicativo Edivaldo Cunha da Silva, 37, que desapareceu após aceitar uma corrida em Salvador, foi encontrado na tarde desta terça-feira (16). Ele estava desaparecido desde o último último domingo (14). A informação é do g1 Bahia.

O carro de Edivaldo também foi encontrado nesta terça, na região do Vale do Ogunjá. O veículo foi levado para o Departo de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deve ser encaminhado para perícia no Instituto Médico Legal (IML).

A família não detalhou como ele foi achado e nem o que aconteceu.

Relembre o caso

O motorista por aplicativo Edivaldo Cunha, de 37 anos, estava desaparecido no último domingo (14), em Salvador, após aceitar uma corrida.

Em entrevista à TV Bahia, a jornalista Ana Carolina, esposa de Edivaldo, afirmou que o motorista manteve contato com a família até a madrugada de segunda-feira (15).

“A última mensagem que ele mandou foi 0h15 respondendo meu boa noite. Adormeci e quando acordei, por volta das 3h, ele ainda não estava em casa. Procurei na sala, no resto da casa e nada. Mandei mensagem para ele e até foi entregue, dei um toque no WhatsApp e ele não me retornou”, relatou.

A esposa contou que tentou ligar para Edivaldo, mas a ligação chamava e caía na caixa postal. a tarde de segunda da tarde, uma mulher ligou para ela do número do motorista, segundo Ana Carolina.

“Uma mulher me ligou do número dele, eu atendi e perguntei: ‘amor, é você?’. Aí respondeu uma mulher. Eu perguntei: ‘quem é?’. E ela respondeu: ‘estou retornando essa ligação, porque esse número me ligou’. Aí eu falei que era esposa de Edivaldo e perguntei se aquele não era o contato dele. Ela confirmou e desligou. Foi muito estranho, nunca tinha ouvido aquela voz”.

Horas depois, Ana Carolina ligou novamente para Edivaldo e quem atendeu foi um homem, que se identificou como Gabriel. A jornalista garantiu que ele não tem nenhum amigo com este nome.

Na ligação, o homem disse que o motorista por aplicativo estava “tirando um cochilo” na casa dele. “Pedi para acordar ele [Edivaldo], mas ele desligou e depois o telefone ficou sem sinal”, explicou.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado na Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP) e que buscas já foram feitas em hospitais e no Instituto Médico Legal (IML), e que outras diligências estão sendo realizadas pela unidade especializada para tentar localizar o homem.

Leia mais sobre Salvador em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.