Investigação

Motorista suspeito de atropelar garota de 11 anos em Salvador se apresenta em delegacia e é liberado após ser ouvido

Segundo a polícia, o homem deve responder o crime em liberdade, por não estar mais em estado de flagrante e não ter antecedentes criminais

Redação iBahia
22/06/2022 às 13h05

2 min de leitura
Foto: Arquivo Pessoal

O homem suspeito de dirigir o carro que atropelou e provocou a morte de Eloá Rastele de Oliveira, de 11 anos, em Salvador, se apresentou à polícia nesta quarta-feira (22).

De acordo com a Polícia Civil, o homem esteve espontaneamente na delegacia do bairro de Brotas, que apura o caso. Na unidade, ele foi ouvido e depois liberado.

Conforme a PC, por não estar mais em estado de flagrante e não ter antecedentes criminais, o suspeito deve responder o crime em liberdade.

O caso segue sob apuração da delegacia. Imagens de câmeras de segurança da região do local do acidente já foram coletas e estão sendo usadas.

O acidente aconteceu no último domingo (19). A vítima atravessava um trecho da Avenida Bonocô, quando foi atingida por um carro, que não parou após o atropelamento.

A garota chegou a ser atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levada para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde ficou internada até a madrugada da segunda-feira (20), quando teve uma parada cardíaca e acabou falecendo.

O sepultamento de Eloá foi realizado no final da manhã de terça-feira (21), no Cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas.

Dezenas de familiares e amigos da menina estavam presentes. A garota era a mais velha de duas irmãs. Ela morava no bairro de Cosme de Farias com a família.

Leia mais sobre Salvador no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias