Saúde

Dez mandamentos para comer bem e se manter saudável

A nutricionista Bruna Pavão pontuou que fazer dieta nem sempre leva a uma alimentação saudável

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Quer melhorar sua qualidade de vida? Você precisa se comprometer a realizar mudanças em seus hábitos alimentares. Mas, não tem necessidade de se apegar a dietas restritivas. De acordo com a nutricionista Bruna Pavão, consultora da Cuida Bem, o ideal é praticar uma alimentação equilibrada.

"Uma dieta restritiva pode afetar o fornecimento de energia, vitaminas e minerais, não sendo uma boa opção para seguir a médio e longo prazo", alertou Bruna Pavão.

Foto: reprodução / Pixabay
A especialista também pontuou que fazer dieta nem sempre leva a uma alimentação saudável. Para comer bem, no entanto, é preciso adequar a refeição para cada ocasião de consumo, aumentando a frequência da ingestão de frutas, hortaliças, oleaginosas, cereais, gorduras boas (como o azeite e o óleo de coco), leguminosas (ervilha e variedades de feijão, por exemplo), leite e os seus derivados, tudo de forma balanceada.

Para te ajudar a comer nem e se manter saudável, a nutricionista preparou uma listinha com dez mandamentos que você deve começar a seguir hoje mesmo. Confira:

1- Tenha cinco cores diferentes no prato: quanto mais colorido, mais saudável será;

2- Experimente novos alimentos: escolha um dia da semana para sempre conhecer novos sabores e até novas texturas de alimentos que você não aprecia;

3- Beba água regularmente, aos menos 1 litro pela manhã e mais 1 litro na parte da tarde. Uma dica é sempre ter uma garrafa à disposição, em casa ou no trabalho;

4- Coma devagar e preste atenção à mastigação. Quanto melhor mastigarmos os alimentos, melhor é a digestão e absorção dos nutrientes;

5- Consuma de duas a três porções de frutas por dia. Se não estiver habituado, acrescente pelo menos uma porção diária. Vá aumentando essa quantia aos poucos. Com o tempo, o seu corpo vai se acostumar e pedir mais;

6- Evite doces industrializados e excesso de açúcar refinado. Substitua por tâmaras, castanhas, damascos e chocolate amargo;

7- De preferência, coma sentado à mesa. Fazer as refeições no sofá, na cama ou no carro leva a distrações e atrapalha a mastigação correta;

8- As distrações também podem nos fazer comer mais. Por isso, nada de assistir televisão, trabalhar ou brincar no celular enquanto se alimenta. É essencial prestarmos atenção àquilo que estamos oferecendo ao nosso corpo;

9- Para não abrir mão totalmente das guloseimas, a dica de ouro é escolher momentos para comer e beber o que gosta com moderação;

10- Faça atividades físicas regularmente, preferencialmente com o acompanhamento de um profissional no assunto.



“Adotar hábitos alimentares mais saudáveis ajuda ainda a diminuir a incidência de doenças como obesidade, desnutrição e prisão de ventre, enfermidades diretamente ligadas a hábitos alimentares ruins”, completou Bruna.

Vale lembrar que consultar um profissional de nutrição para adequar o cardápio e até as quantidades de cada alimento as necessidades do seu corpo tornam os resultados ainda mais eficientes.