De Conquista para o Palco Mundo: conheça o barbeiro baiano que ganhou R$ 2.5 mil de gorjeta de Post Malone


Foto: Reprodução/ Instagram

De Vitória da Conquista para o Mundo, ou melhor, para o Palco Mundo do Rock in Rio. Foi do município no sudoeste baiano, a 519km de Salvador, que saiu o barbeiro responsável pelo corte de cabelo que o cantor Post Malone exibiu em sua apresentação no último sábado (3), no palco principal do festival de música.

Jackson do Prado, de 36 anos, viu as notificações das redes sociais explodirem a ponto de travar o celular após divulgar o corte de cabelo feito no cantor um dia antes de sua apresentação, nos bastidores do Rock in Rio, e a gorjeta generosa dada pelo intérprete de ‘Congratulations’, R$ 2.500.

“Estou recebendo muitas mensagens no Instagram, no WhatsApp, no TikTok. Amigos querendo saber um pouco mais sobre a história, internautas. Eu hoje acordei e coloquei a água para fazer o café, ela secou três vezes porque eu não conseguia prestar atenção. As redes da barbearia também, nossa agenda estourou, não tem mais horário nessa semana”, contou em entrevista ao iBahia aos risos.

O barbeiro, que conversou com o site à caminho da Cidade do Rock para mais um dia de trabalho, relembrou o momento com o popstar que na web ganhou o título de Mister Simpatia do Rock in Rio 2022.

“Estamos trabalhando em uma área prime, uma área VIP, no backstage do Palco Mundo, para o pessoal do espaço VIP e as atrações do Rock in Rio. O Post Malone se apresentou no sábado, mas foi na sexta curtir o show do Iron Maiden com a equipe dele. Ele estava muito a vontade, muito feliz, com a camisa do Brasil, cantando as músicas do Iron, e quando ele estava saindo do backstage ele viu a barbearia. Ele veio falar comigo, mas eu não falo inglês aí pedi ajuda a Jaqueline, a intérprete, e ele queria cortar o cabelo”.

Jackson conta que não teve como negar o pedido do astro, que pediu apenas para fazer o cabelo e não mexer na barba e ao perceber o talho na sobrancelha do baiano, decidiu fazer um igual.

“Antes dele sentar na cadeira, ele pediu a ela para me perguntar se eu me incomodaria se ele acendesse o cigarro. Achei de uma humildade, ele se importar comigo. Ele pediu para não mexer na barba, só queria o cabelo mesmo. E foi o cabelo mais rápido e fácil da minha vida. Demorou 10 minutos. Ele viu meu corte na sobrancelha e pediu para fazer igual também, falou comigo por mímica”, riu.

O corte “básico” feito por Jackson no artista rendeu uma gorjeta generosa para o baiano, que aplicou o dinheiro na reforma da cozinha de sua casa. “Quando eu abaixei para pegar um equipamento, vi que ele estava com um bolo de dinheiro na mesma mão que o cigarro. Perguntei a Jaqueline o que era aquilo e todo mundo da equipe começou a rir, ela me respondeu que era minha gorjeta. Não estou acostumado”.

O barbeiro conta que só foi perceber que tinha recebido uma bolada do cantor ao converter os dólares no Google. “Eu não ia contar ali na hora (risos). Peguei o dinheiro e guardei no bolso. Quando eu vi, achei que era 100 reais, aí fui contar e passou 100 dólares, 200, 500. Eu abri o Google e fui converter… Quando eu vi, mais de R$ 2.500. Eu estava querendo reformar a cozinha, porque estava pequena. Comprei cooktop novo, comprei pia nova, torneira de rico”.

O cantor, que não conhecia Post Malone antes do episódio com o rapper, brinca que a partir de agora a música dele faz parte de sua vida. “Minha filha quando vê ele na TV diz ‘O amigo de papai’. Eu particularmente não sabia quem era ele, não conhecia todas as músicas. Se ninguém me fala que era ele, ia atender igual. Depois disso, coloquei para ouvir e descobri que conhecia algumas músicas e que o pessoal lá na barbearia também ouvia. Agora só toca ele”.

Casado e pai de duas meninas, Jackson contou ao site um pouco de sua história no Rio de Janeiro. O baiano decidiu ir para a Cidade Maravilhosa em 2014, para viver um sonho longe da barbearia, o de DJ.

“Me mudei para o Rio de Janeiro em 2014 e me tornei barbeiro em 2014. Quando eu saí de Vitória da Conquista, meus planos eram de ser DJ no Rio, mas não deu certo. A pessoa que me trouxe para cá me prometeu algumas coisas e não cumpriu, então eu tive que trabalhar em shopping”, contou.

Foto: Reprodução/ Instagram

Foi por lá que o barbeiro conheceu a esposa, Letícia Guimarães e precisou mudar de vida novamente para poder colocar dinheiro em casa. “Fiquei lá por três, quatro anos. Lá eu conheci minha esposa, tive uma filha e precisava fazer mais dinheiro, porque como vendedor não estava dando certo, e aí comecei como barbeiro”.

Antes do Rock in Rio, o baiano trabalhou no Carnaval da cidade carioca e atendeu outras estrelas. A expectativa de Jackson é que com o sucesso de 2022, não só a folia esteja em sua agenda de compromissos, como também outras edições do Festival.

“Começamos a oferecer o nosso trabalho para eventos, meu primeiro trabalho foi em um Camarote, cortei o cabelo de algumas pessoas importantes lá e agora fui selecionado para o Rock in Rio, espero que eles me chamem de novo”, disse.

Leia mais sobre Brasil em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias

Veja também: