Justiça determina júri popular para suspeito de matar ex-mulher na frente das filhas em Ipirá


Foto: Reprodução / TV Bahia

A Justiça determinou que o homem, suspeito de matar ex-esposa Alessandra Souza Rios na frente das filhas gêmeas em janeiro deste ano, vai a júri popular na cidade de Ipirá, que fica a cerca de 210 km de Salvador. De acordo com informações do g1 Bahia, a defesa de Luiz Carlos Ferreira da Silva pode apresentar recurso sobre a decisão judicial.

O crime aconteceu quando Alessandra chegava de uma vaquejada com as filhas e os genros. Luiz desceu do carro, furou o pneu do veículo da ex-mulher e atirou contra ela. Na fuga, ele foi encontrado por policiais da cidade e preso em flagrante. Em depoimento, o homem disse à polícia que estava desorientado e não se recordava do crime.

Foto: Reprodução / Redes Socias

Uma câmera de segurança flagrou o crime. Através das imagens é possível ver que Luiz tirou a camisa e a usou para esconder o rosto. A Polícia Civil de Ipirá detalhou ainda que Alessandra já tinha uma medida protetiva contra o ex-marido. Ele era investigado por ameaças e por causar danos à ex-companheira.

Conhecida como “Sandra do Salão”, a vítima teve um estabelecimento queimado em um ataque criminoso. À época, a empresária gravou um vídeo com relatos sobre o medo de morrer. Esse caso também é investigado pela polícia, e não há detalhes se Luiz é suspeito do crime também. Além do feminicídio, ele vai responder por porte ilegal de arma.

Leia mais sobre Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.