PMs encerram greve de fome após juiz negar pedido de habeas corpus em Ilhéus


Cinco policiais militares detidos por envolvimento na greve da categoria em fevereiro deste ano encerraram a greve de fome na cidade de Ilhéus, no Sul da Bahia. A decisão foi tomada depois que os presos souberam que o juiz Paulo Roberto Santos de Oliveira, da Auditoria da Justiça Militar da Bahia, negou o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa dos cinco soldados.

Eles cumprem prisão preventiva há 33 dias e estavam há 48 horas em greve de fome. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (16), depois que os policiais contra a lentidão do judiciário no julgamento do pedido de habeas corpus, que agora deverá ser encaminhado aos desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia, no segundo grau do Poder Judiciário Baiano.

Os cinco soldados presos no local são da Rondesp. São eles Flávio Rogério Santos, Valquer Cerqueira, Fábio Alves, Fábio Dourado e Robson Santos.