Brasil

Homem é preso após tentar degolar cachorro

Segundo a polícia, o suspeito alegou que praticou o crime após o animal ter tentado morder o seu filho

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem de 27 anos foi preso em flagrante após tentar degolar um cachorro dentro da própria casa. Adelson Oliveira da Silva disse à polícia que o animal tentou morder o filho e, por isso, decidiu matá-lo. O caso aconteceu neste domingo (18), em Serrana (SP).  As informações são do G1 Ribeirão Preto e Franca.

Foto: Reprodução
O cachorro passou por uma cirurgia e se recupera em uma clínica veterinária da cidade. Ele recebeu o nome de Vitório e será colocado para doação. Quanto a Adelson, ele foi foi solto e responderá em liberdade pelos crimes de crueldade contra animais e abuso e, se condenado, poderá pegar até um ano de prisão.

Após ouvir os gritos da vizinha, um estudante subiu no muro da casa para ver o que
estava acontecendo e flagrou o auxiliar geral serviços gerais com uma faca e o animal ferido no quintal da casa.
Foto: Reprodução
“Escutei meu irmão gritando para chamar a polícia. Por sorte, a viatura estava passando. Eles [policiais] entraram na casa do rapaz e o colocaram na viatura, porque o viram no fato. Ele tentou cortar o pescoço do cachorro. Diz ele que o cão tentou morder o filho dele, mas creio que não, porque o cachorro é dócil”, disse o comerciante Júlio Cesar Rodrigues Ribeiro ao G1.

Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito apresentava sinais de embriaguez e precisou ser algemado. “Ele ficou deitadinho. Colocamos um pano no pescoço para parar o sangramento. Quando a moça da zoonoses chegou com a gaiolinha, ele já levantou para entrar. Parecia que sabia que ia ser socorrido”, contou a testemunha.
 
O cachorro foi levado prontamente para um médico veterinário após o crime. “Ele teve sorte. A coleira que ele estava usando ajudou a desviar a faca um pouco do trajeto. Ele teve a veia jugular perfurada, mas deu para a gente pinçar e suturar. A traqueia dele foi rompida. Ele havia perdido muito sangue e precisamos fazer a reconstrução da musculatura e suturar a pele”, explicou a médica veterinária Cintia Macedo Barros.
Foto: Reprodução


Ela disse ainda que o cachorro é dócil e tranquilo.  Quem pegá-lo, além de fazer uma boa ação, vai ter uma boa companhia em casa. Ele é muito agradecido e chegou aqui praticamente morto", ressaltou Cintia.