Ingressos para shows do Coldplay no Brasil chegam a R$ 4,6 mil na internet; entenda


Foto: Divulgação

Após o show histórico do Coldplay no Rock in Rio 2022 — “só houve um momento como esse, o de Freddie Mercury em 1985”, comparou Roberto Medina, presidente do festival —, um ingresso para qualquer uma das oito apresentações que a banda britânica fará no Brasil, em outubro, se tornou objeto valiosíssimo. Na internet, em sites de revenda, o valor dos bilhetes chega a R$ 4.600.

Nos canais oficiais de venda, todos os ingressos estão esgotados. A banda, que se apresentaria por uma noite no Rio de Janeiro e uma noite em São Paulo, precisou anunciar datas extras diante da alta procura por bilhetes em solo brasileiro: em SP, as apresentações acontecem, no Allianz Parque, nos dias 15, 16, 18, 19, 21 e 22 de outubro; no RJ, acontecem no Estádio Nilton Santos, o Engenhão, nos dias 11 e 12 de outubro.

Nos dois shows seguintes ao Rock in Rio, realizados no Estádio Nacional de Lima, no Peru, a banda apresentou um repertório diferente do que foi visto na Cidade do Rock. Em apresentações maiores, o Coldplay tocou seis músicas que não estiveram na primeira passagem pelo Brasil em 2022: “Charlie Brown”, “Hymn for the weekend”, “In my place”, “Human heart”, “Sparks” e “Til kingdom come”.

O espetáculo visual com pulseiras luminosas nos fãs, com troca de cores orquestrada pelo ritmo das músicas no palco, é uma das marcas da atual turnê do grupo.

“Minha explicação favorita, para essa tecnologia, é a seguinte: consiste numa tapeçaria de luz e é, de longe, a coisa mais espetacular que eu já vi na música ao vivo”, definiu o britânico Jason Regler, inventor da tecnologia de inteligência artificial e fã do Coldplay.

Leia mais sobre Celebridades em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias