Entrevista

Felipe Pezzoni, da Banda Eva, fala sobre alteração no circuito: ‘Se mudar o percurso, não vamos sair no Carnaval de Salvador ‘

Em entrevista ao iBahia, cantor falou sobre experiências negativas que já teve com a folia na Boca do Rio

Isla Carvalho
26/07/2022 às 15h06

3 min de leitura
felipe pezzoni
Foto: Instagram/ @Bandaeva

Após 40 anos de história na avenida, o Bloco Eva pode não estar presente no Carnaval de Salvador em 2023. Em entrevista ao iBahia, o vocalista da Banda Eva, Felipe Pezzoni, revelou a decisão dos sócios do bloco, que tem como base a possível alteração do Circuito Dodô (Barra/Ondina) para a Orla da Boca do Rio.

“A gente já avaliou que se mudar o percurso, não vamos sair no Carnaval de Salvador esse ano, a gente vai fazer fora”, disse Pezzoni.

O vocalista explicou que a mudança é uma decisão muito importante para ser tomada de maneira tão rápida e precipitada. “É uma mudança muito significativa para um tempo muito curto, para a gente tentar se adaptar”, explicou

Para Felipe, mudança pode afetar a experiência do folião que retorna ao Carnaval. “A gente não quer entregar algo de qualquer jeito. Não experimentamos aquilo para saber como vai ser. Não pode trazer uma história de 40 anos e arriscar em algo desconhecido, porque nunca vivemos aquilo” expressou o cantor.

Com a retomada da folia após dois anos de pausa devido à pandemia, as expectativas para a festa em 2023 são altas.

O artista vê com bons olhos a proposta do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar), mas pondera: “Eu acho que existe uma boa intenção em fazer, mas tem que ser com responsabilidade, jamais num momento como esse, de retomada com a perspectiva do maior Carnaval da história”.

Durante o bate-papo, Pezzoni relembrou a festa Farol Folia, uma prévia do Carnaval promovida pelo Governo do Estado em 2002 na Orla da Boca do Rio. Para o artista, a experiência com a festa é um dos motivos para ter mais atenção com alteração do circuito.

“A experiência que eu tive [com a festa na Boca do Rio] foi no ‘Farol Folia’, ainda como folião e que não foi uma boa experiência. Quem vivenciou sabe que isso foi unanime, tanto que depois acabou o Farol Folia”, concluiu.

Proposta de mudança

A proposta de mudança prevê um novo circuito que saia da Orla da Boca do Rio até o bairro de Patamares. Mas para que aconteça a realização da festa, o trecho precisará de uma requalificação, que já foi divulgada pela Prefeitura de Salvador.

No novo circuito seriam abrigados os os trios e grandes artistas tradicionais. O percurso Barra/Ondina teria apenas atrações de menos porte.

“Nós já havíamos pensado nessa proposta há algum tempo. A ideia é dar um novo visual ao Carnaval com essa retomada de eventos, uma nova alternativa para a folia. Não queremos acabar com a festa na Barra, mas trazer um novo espaço. Ter mais um circuito”, contou Washignton Paganelli.

Após reunião realizada nesta terça-feira (26), o Comcar definiu o prazo até o final de agosto para apresentação do projeto de mudança do circuito do Carnaval para a Boca do Rio.

Leia mais sobre Carnaval em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias