Pesquisa Ipec: Lula tem 44% das intenções de voto e mantém distância para Bolsonaro, com 32%


Foto: Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se mantém na liderança da eleição para presidente, com 44% das intenções de voto. São 12 pontos percentuais a mais que o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, que tem 32%, mesma distância registrada pelo instituto na pesquisa anterior. Os dados divulgados nesta segunda-feira são da nova pesquisa do Ipec contratada pela “Folha de S.Paulo” e TV Globo.

O levantamento anterior do instituto fundado por ex-executivos do Ibope apontava preferência de 44% dos eleitores pelo petista e 32% pelo atual presidente, mesmos números da pesquisa divulgada nesta segunda. A margem de erro dos levantamentos é de dois pontos.

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) segue na terceira posição da corrida presidencial, com 7% das intenções de voto. Oscilou 1 pontO para cima na comparação com os 6% que alcançou no levantamento anterior. Simone Tebet (MDB) foi de 2% para 3 % em duas semanas. Felipe D’Avila (Novo) teve 1%, enquanto outros candidatos não pontuaram.

Foram 13% os eleitores que disseram votar em branco ou nulo ou não responderam. Esse grupo correspondia a 15% do universo pesquisado pelo Ipec entre 9 e 15 de agosto.

O ex-presidente Lula seria eleito para um novo mandato caso enfrentasse hoje Jair Bolsonaro em uma disputa de segundo turno. Segundo o Ipec, o petista teria 50% dos votos nesse cenário, enquanto o atual presidente alcançaria 37%. Brancos e nulos somam 9%, enquanto 5% não souberam ou não quiseram responder.

Há duas semanas, a vantagem do petista no confronto direto com Bolsonaro era maior. Lula marcava 51% das intenções de voto, contra 35% do candidato à reeleição.

O Ipec ouviu 2.000 eleitores em entrevistas presenciais entre 26 e 28 de agosto. A margem de erro é estimada em dois pontos percentuais para mais ou menos, para um intervalo de confiança de 95%. O estudo está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01979/2022.

O período de coleta dos dados inclui a data de início do horário eleitoral na TV e no rádio e os dias seguintes às entrevistas de Lula, Bolsonaro, Ciro Gomes e Simone Tebet ao Jornal Nacional. A pesquisa se encerrou no mesmo dia do primeiro debate entre os presidenciáveis, realizado na noite de domingo por um consórcio liderado por Band, Cultura, “Folha de S.Paulo” e UOL.

Leia mais sobre Eleições 2022 no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias