Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > especiais
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
ESPECIAIS

Saiba mais sobre os tipos de desastres naturais

Veja como eles se formam e quais são suas consequências

• 12/09/2011 às 14:15 • Atualizada em 07/09/2022 às 0:59 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!
TsunamiAs grandes ondas, ou tsunamis, são provocados por terremotos, erupções vulcânicas ou deslizamentos de terra que ocorrem no fundo do mar. Esses eventos geológicos formam ondas que podem atingir 160 km de comprimento, alcançar a velocidade de 800 km/h e cerca de 20 metros de altura, quando fica próximo à faixa litorânea.As ondas atingem em cheio a costa e, com sua força, “varrem” tudo que esteja à frente. Os tsunamis são mais frequentes nas regiões banhadas pelo Oceano Pacífico, mas pode acontecer em outras regiões.
TerremotosA superfície da Terra é formada por 15 placas tectônicas, compostos por rocha, que flutuam sobre o magma, um líquido incandescente que forma o núcleo terrestre. Essas placas não ficam fixas no magma, ou seja, estão em constante movimento. Quando as placas se chocam, acontecem os tremores que são chamados de terremotos.Parte da destruição causada pelos terremotos poderia ser evitada com construções melhores, sistemas de segurança e de alerta, além de planejamentos de evacuação. Os terremotos também são chamados de grandes sismos. Os sismos de baixo impacto são classificados como abalos sísmicos ou tremores de terra. A superfície da Terra é formada por 15 placas tectônicas, compostos por rocha, que flutuam sobre o magma, um líquido incandescente que forma o núcleo terrestre. Essas placas não ficam fixas no magma, ou seja, estão em constante movimento. Quando as placas se chocam, acontecem os tremores que são chamados de terremotos. Parte da destruição causada pelos terremotos poderia ser evitada com construções melhores, sistemas de segurança e de alerta, além de planejamentos de evacuação. Os terremotos também são chamados de grandes sismos. Os sismos de baixo impacto são classificados como abalos sísmicos ou tremores de terra.
FuracãoOs furacões se formam sobre o oceano, em regiões onde os ventos sejam raros e as temperaturas altas, acima de 27º. O fenômeno começa com a evaporação intensa da água, formando grandes nuvens.A “torre” de vento avança pelo mar em direção à costa e começa a perder força depois que atinge a terra. O ciclone, ciclone tropical, o furacão, e o tufão são nomes diferentes para o mesmo fenômeno de um sistema de ciclone que se forma sobre os oceanos. Segundo o professor de Geografia Yomar Seixas, a região do Atlântico Sul, onde o Brasil está localizado, não é propícia à formação de ciclones tropicais.“Porém, em março de 2004, houve a formação de um furacão que atingiu a região Sul. O “Catarina”, com ventos de até 170 km/h, atingiu áreas litorâneas dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Esse foi um dos maiores e mais violentos furacões brasileiros já registrados”, conclui o professor.
EnchentesFloods can happen quickly, in the case of flash floods, or they can take hours or days to form.As inundações em áreas urbanas são causadas por fatores como a impermeabilização do solo e o desequilíbrio ambiental.O primeiro fator dificulta a absorção da água das chuvas pelo solo. Já o desequilíbrio ambiental, uma das causas do efeito estufa, contribui para que, em determinadas áreas, chova mais e em outras, menos.
VulcãoOs vulcões surgem a partir da emissão de magma, gases e partículas quentes que são empurradas do interior do planeta para a superfície terrestre. Essas estruturas geológicas, em formato de cone, liberam cinzas, gases e aerossóis quando entram em erupção.Uma erupção em si pode ser um desastre, mas ela também traz outras consequências perigosas à vida humana. Não existem mais vulcões ativos no Brasil, mas, em épocas passadas, as erupções eram intensas.A explosão de vulcões no território brasileiro foi responsável, por exemplo, pela formação de ilhas oceânicas como Trindade, Fernando de Noronha e Penedo de São Pedro e São Paulo.Os principais vulcões em atividade no mundo são o Etna (Sicília), Monte Fuji (Japão), Kilauea (Havaí), Krakatoa (Indonésia), Monte Pinatubo (Filipinas), Vesúvio (Itália) e El Chicon (México).
TornadoOs tornados são as tempestades mais violentas na natureza. Apesar do formato espiral, semelhante ao dos furacões, os tornados têm menores dimensão e duração.Outra diferença é que, enquanto os furacões se formam nos oceanos, os tornados são fenômenos tipicamente continentais, formados através da chegada de frentes frias em regiões onde o ar está mais quente e instável. Esses fenômenos são bastante comuns nos Estados Unidos,For states in the North, most tornadoes occur from the end of spring through early summer. onde ocorrem a partir do final da primavera até o início do verão.
Deslizamentos de terraOs deslizamentos de terra são fenômenos provocados por movimentos do solo, como quedas de rochas alterações na estabilidade dos terrenos das encostas e fluxos de detritos, por exemplo.Outras causas dos deslizamentos são a erosão, as chuvas fortes que enfraquecem rochas e solo, erupções e explosões. As áreas que correm mais riscos de serem atingidas por deslizamentos são aquelas em que ocorrem incêndios florestais ou onde a ação humana interferiu no meio ambiente, destruindo a vegetação.
SecasAs secas são grandes períodos de escassez de água provocados por fatores como o superaquecimento da superfície do planeta, o ordenamento incorreto do território, o mau armazenamento e mau uso da água e, até mesmo, o desmatamento na região atingida.A seca se distingue de outros desastres naturais por possuir características muito próprias, como o fato de se desenvolver de maneira quase imperceptível e muito lentamente, durar bastante tempo e por sua recuperação também se desenvolver bem devagar. “No Brasil, a região conhecida como Sertão ou Polígono das Secas (formada por Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe e parte do norte de Minas Gerais), é a que mais sofre com as secas”, explica o professor Yomar.
AvalanchesAs avalanches são grandes deslizamentos de neve que desce pela encosta de uma montanha. Elas podem ser classificadas como superficiais, quando a neve fina escorrega pela montanha, e profundas, quando densas placas de neve e gelo se desprendem.As profundas são mais violentas e têm força para arrastar o que encontrar pelo caminho, como objetos pesados, pedras e árvores. A velocidade média oscila entre 30 e 160 km/h, mas pode alcançar 392 km/h. Esse fenômeno é causado por mudanças climáticas, nevascas e, até mesmo, ruídos que provoquem vibrações. Estima-se que ocorram cerca de 1 milhão de avalanches por ano em todo o mundo. Não ocorrem avalanches no Brasil.

Leia mais:

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM ESPECIAIS :

Ver mais em Especiais