Jogadores comentam derrota do Brasil: "É levantar a cabeça"



O caminho para a Copa do Mundo de 2018 começou, e foi a prova de que a Seleção Brasileira precisará melhorar muito para conquistar uma vaga sem precisar sofrer. Enfrentando o atual campeão da Copa América, na casa do adversário, o time até teve um início animador, mas recuou demais no segundo tempo e sofreu dois gols, perdendo por 2 a 0 para o Chile .

Depois da partida, os jogadores tentaram explicar o que aconteceu. Luiz Gustavo preferiu enaltecer os adversários, dizendo que a qualidade aumentou. Já o atacante Ricardo Oliveira, que entrou no final, admitiu que o jogo contra a Venezuela ganhou ainda mais importância com o resultado negativo desta noite.Confira o que os protagonistas do duelo disseram!

Atacante Ricardo Oliveira. Foto: reprodução / Goal

“Eu entrei no jogo, procurei me movimentar em frente à área. Nosso time estava tendo profundidade, cruzando bem as bolas. Procurei dar a referência, tive duas finalizações no gol. Foi um jogo em que a gente perdeu e fica um gostinho amargo. Eles proporcionaram muitas chances para a gente, infelizmente saímos com a derrota. Agora é levantar a cabeça.”

Perde confiança? “Não. Para estar na seleção não pode estar com falta de confiança. Conseguimos dominá-los, eles estavam muito abertos, faltou a gente caprichar e matar o jogo. Acabamos levando dois gols e perdemos.”

“Onde a gente vai a gente tem obrigação de ganhar, temos essa consciência. Agora é procurar aproveitar o fator ca

Volante Luiz Gustavo. Foto: reprodução / Goal

“Acho que a equipe estava jogando bem, estava tendo as chances, mas infelizmente não conseguimos criar chances concretas de gol. Tomamos um gol de bola parada, um erro nosso, e aí a equipe deles foi melhor e conseguiu a vitória. É levantar a cabeça, sabíamos que seria difícil, o importante é melhorar o que tem que melhorar e continuar, que temos muito pela frente”.

“Eu acho que temos muita qualidade, o que mudou é que todas as equipes também têm qualidade. O futebol está muito moderno, muito intenso, isso tem feito a diferença”.

Lateral Daniel Alves. Foto: reprodução / Goal

“A nossa confiança tem que continuar, acreditando no nosso trabalho, no nosso grupo. Apesar das dificuldades, cada jogo é super decisivo. Temos um grupo que vai amadurecer com a continuidade, e eu acredito que a gente não pode oscilar em função de vitórias e derrotas.”

“Sem dúvidas, eu acho que tudo que é feito com tranquilidade, os resultados são melhores. Então, eu acho que esse equilíbrio em função da nossa melhoria”.

Zagueiro Marquinhos. Foto: reprodução / Goal

“Foi um detalhe do jogo, foi um momento. A bola acabou vindo baixa, eu não consegui antecipar para bloquear o chute. Mas a gente teve algumas oportunidades para buscar depois o empate ou uma possível virada, e o segundo gol acabou definindo a partida para o Chile”.

Sobre a lesão de David Luiz: “Ainda não tivemos palavras certas do que foi, um diagonóstico perfeito, mas ele está com algumas dores no joelho, vamos saber o que aconteceu nos próximos dias”.