Durante noite de chuva, oitava sirene de alerta é acionada


Foto: Reprodução

Durante a noite de segunda-feira (18), mais uma sirene de alerta foi acionada em Salvador, desta vez na região de Mamede, no Alto da Terezinha, no Subúrbio. Esta foi a oitava sirene dos Sistema de Alerta e Alarme da Defesa Civil de Salvador acionada, sendo a segunda na localidade – um outro alerta havia sido emitido durante a tarde.

As outras sirenes tocaram em em Moscou, localizado no Castelo Branco e Calabetão. À tarde, as sirenes tocaram nas localidades de Bom Juá (Calabetão), Baixa do Cacau (São Caetano), Mamede (Alto da Terezinha). Pela manhã, sirenes dos bairros da Capelinha de São Caetano e Lobato foram acionadas.

O sistema de alerta é ligado quando o volume de chuvas ultrapassarem 150 mm em 72 horas. Após o acionamento, os moradores são instados a saírem de suas casas e se dirigirem para um centro de acolhimento, localizado em escolas municipais. 

Ocorrências

No início da manhã desta terça-feira (19), a Codesal registrou nove ocorrências, endo duas de ameaça de desabamento e duas de deslizamento de terra. 

Até o fim da noite de segunda, 194 pessoas estavam desabrigadas após a chuva forte que atingiu a cidade, de acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre). O número corresponde a 78 famílias.

Previsão

Durante esta semana, a atuação de uma frente fria sobre a região do Recôncavo deverá causar chuvas fracas e fortes acompanhadas de rajadas de vento, com risco para alagamentos e deslizamentos de terra.

A previsão para esta terça (19) é de céu nublado com chuvas fracas a fortes, a qualquer hora do dia.

Os maiores acumulados de chuvas em 72 horas (atualizado às 18h) foram registrados em Mirante de Periperi (208,8mm), Chapada do Rio Vermelho (183,6mm), Itacaranha (180,8mm), Fazenda Coutos (180,6mm) e Centro (176,8mm).

Queda de muro

Foto: Reprodução / Redes Sociais

Ainda na manhã de segunda, a queda de um muro provocou o deslizamento de terra de uma encosta e ao menos 20 casas foram evacuadas, na Travessa Nossa Senhora das Graças, em Pero Vaz.

Segundo a prefeitura, há risco de desabamento, já que o solo está encharcado e ainda há movimentação de terra no local.

Com o deslizamento, outros dois imóveis ficaram com o acesso impedido, por causa do volume de lama arrastado.

Leia mais sobre Salvador em iBahia.com e siga o portal no Google notícias.