Salvador

Gari baleado estava em alta velocidade e avançou contra agentes

Em nota, instituição informou que guardas pediram que Bruno Conceição parasse na blitz

Redação iBahia
17/05/2016 às 11h47

2 min de leitura
A Guarda Municipal afirmou, por meio de nota, que o gari Bruno Conceição baleado durante uma Blitz de Lei Seca, avançou contra os agentes e estava em alta velocidade, na Avenida Vasco da Gama, na madrugada desta terça-feira (16).

Segundo a nota, antes que os guardas atirassem, foi solicitado que o condutor parasse o veículo. “O condutor, além de desacatar a ordem, acelerou ainda mais o veículo em direção aos agentes, passando pelas guarnições a mais de 90km/h”, afirmou a Guarda na nota.

Ainda de acordo com a nota, os guardas atiraram após Bruno desobedeceu a ordem. “Foi efetuado um disparo de alerta e um segundo visando conter o motociclista que conduzia o veículo de forma descontrolada em direção aos agentes que estavam à frente”. Mesmo atingido, Bruno continuou fugindo dos guardas e só foi encontrado depois, por outra guarnição, em um acostamento com o braço ferido.

Além de ter desobedecido a ordem, Bruno estava com os documentos irregulares. “Bruno Conceição Santos, que conduzia a moto Honda XRE300 de cor branca, modelo 2015, placa NYK 8220, apresentou o documento de uma motocicleta XRE300 preta, modelo 2010, e em nome de outro proprietário. Além disso, a moto estava com a placa sem lacre, IPVA atrasado desde 2014 e com o carona, Jorge de Oliveira Costa, que não foi atingido”, diz a nota.

A moto foi levada para o pátio da Transalvador, no Vale dos Barris, e a ocorrência lavrada pela Central de Flagrantes, no Iguatemi. Os agentes alegaram tentativa de homicídio.

Correio24horas