Dia dos Namorados

Quer encontrar um amor? Matemática dá fórmula para mantê-lo

Inglesa lança livro com cruzamentos de dados que ajudam a desvendar o amor e como torná-lo duradouro

Redação iBahia
11/05/2016 às 11h50

2 min de leitura

O amor, em suas muitas definições, parece ser algo ainda desafiador para a Ciência, do ponto de vista da racionalidade, mas a autora inglesa Hannah Fry parece ter descoberto o “caminho das pedras” para facilitar a vida dos apaixonados com fórmulas e cruzamentos matemáticos que podem ajudar a encontrar ou manter um amor.A inglesa lançou o livro livro The Mathematics of Love (A matemática do amor, ainda sem tradução em português), recém-lançado nos Estados Unidos. A obra é resultado de uma famosa palestra com milhões de acessos on-line em um evento do TED, organização sem fins lucrativos que promove ideias inovadoras. No livro, Hannah compila equações capazes de explicar cada estágio do amor: como encontrar o par ideal; a fórmula para saber se rolou química; a probabilidade de a relação durar. Os cálculos foram arrumados de maneira lógica, com o inutito de definir os padrões da busca pela sonhada paixão eterna.Para chegar ao resultado, a autora se utilizou dos mais de 2 500 serviços do tipo nos Estados Unidos, que registram as preferências amorosas de milhões de indivíduos e são atalho para a construção de fórmulas capazes de definir se uma pessoa é a adequada para a outra. Com uma amostra de 5 000 mulheres do OkCupid, Hannah tentou desvendar se beleza é realmente fundamental na formação de pares. A descoberta: homens belos, assim como os considerados feios, afastam pretendentes. Já as pessoas de beleza tida como mediana, mas com diferenciais, ganham interessadas. As pessoas são separadas em uma lista, por porcentagem de compatibilidade. Segundo a autora, um terço dos casamentos americanos começa nesses sites.