Pingos nos is

Simone e Simaria abrem o jogo sobre ‘treta’ em programa e alfinetam: ‘Não é fofoca que vai derrubar a gente’

Em coletiva de imprensa, as coleguinhas anunciaram que farão, em breve, shows em ao menos 12 estados do Brasil e que um filme sobre a carreira da dupla está no "forno"

Redação iBahia
11/05/2022 às 15h08

2 min de leitura
Fotos : Eduardo Martins / Agnews

Simone e Simaria abriram o jogo sobre a treta que tiveram nas gravações do Programa do Ratinho no início da última semana. Durante a coletiva de imprensa que realizaram na noite de terça-feira (10), em São Paulo, para divulgar o novo projeto: ‘Bar das Coleguinhas 2’, as cantoras não fugiram da polêmica, esclareceram a situação e destacaram que já colocaram os pingos nos is.

“Nós somos duas irmãs e nos amamos acima de qualquer coisa. Naquele momento, tinha algo que precisava resolver e foi resolvido no microfone. Coisa que a gente nunca faz. A gente sempre resolve no camarim e em casa. Somos irmãs, às vezes a gente briga, é natural. A gente sentou, conversou, pedimos desculpas”, explicou Simone.

Sobre uma possível racha e separação da dupla, Simaria foi direta: “Se um dia, nós formos terminar essa história será com classe, com elegância, com amor. Não é fofoca que vai derrubar a gente.”

Shows

Ainda na coletiva, as coleguinhas anunciaram que farão shows em ao menos 12 estados com o novo projeto musical. A música “Amiga” viralizou na web desde o lançamento e está há uma semana em primeiro lugar no Youtube. Sobre o sucesso da canção, Simaria revelou: “Deus me disse que ia me dar uma música que ia agradar os quatro cantos. A gente achava que ‘Amiga’ ia demorar mais e quando eu comecei a ver em primeiro lugar, eu disse ‘a música que o Senhor disse que ia me dar'”. Veja a música abaixo:

Filme

As cantoras ainda entregaram que um filme sobre a dupla está sendo produzido. Simaria ainda entregou que gostaria de Marcos Palmeiras, o José Leôncio do remake de ‘Pantanal’, como seu pai.

“Temos tanta história que acho que nem caberia em um filme só. Talvez teria que ser um seriado, não sei como que vai ser. Tem várias cenas que é importante mostrar exatamente como a gente viveu”, disse Simaria.

“Imaginei Marcos Palmeira fazendo meu pai, deu vontade de chorar”, completou Simone.

Leia mais sobre Celebridades no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.