Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > notícias > segurança
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Violência

Estudante denuncia agressão em festa privada de São João em Ibicuí

Estudante denunciou ter sido agredido dentro da festa por cinco homens; caso aconteceu em Ibicuí no sábado (22)

Nathália Amorim • 25/06/2024 às 22:01 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

O estudante e ex-conselheiro tutelar Paulo Ricardo Silva Souza, de 26 anos, denuncia ter sido agredido dentro de uma festa privada de São João, no município de Ibicuí, no sul da Bahia. O caso teria acontecido na noite de sábado (22).


				
					Estudante denuncia agressão em festa privada de São João em Ibicuí
Foto: Arquivo Pessoal

Ao g1 Bahia, Paulo Ricardo contou que viajou de Coaraci, para o evento Forró Ticomia. Ele teria sido agredido por cinco homens no local e afirma não ter recebido nenhuma assistência da produção do evento.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Ainda de acordo com Paulo Ricardo, ele teria se esbarrado sem querer em uma moça, pediu desculpas a ela, mas acredita que um homem que estava com a mulher não gostou. Por causa disso, as agrassões teria começado.

"Eu saí andando e o namorado dela e mais quatro homens vieram para cima de mim. Eles me bateram muito e eu fiquei desacordado dentro da festa", contou.

Após ter sido agredido, ele teria recbido assistência de amigos e familiares que acompanhavam ele no evento. Ele foi levado ao posto médico da festa, onde levou pontos na cabeça.

O estudante contou que precisou esperar a festa acabar para retornar para a cidade natal, já que foi ao evento com um transporte que sairia após o fim do evento. Neste período, ele afirma ter recebido novas ameaças por um dos agressores.

"O rapaz me ameaçou e disse que iria quebrar o outro lado da minha cara. Eu gritei para os meus familiares que ele que havia me agredido e eles partiram para cima dele e os amigos para me defender,", falou o estudante.

Estudante encontrou agressores em festa privada

Paulo Ricardo também encontrou um dos agressores ao retornar ao posto médico, onde a mulher com quem havia se esbarrado também estava recebendo atendimento. Ele acredita que ela tenha se ferido durante a confusão.


				
					Estudante denuncia agressão em festa privada de São João em Ibicuí
Foto: Redes sociais

Ele alega ter pedido aos seguranças que estavam no local que o retirassem dali, com medo de novas agressões, mas não teve o pedido atendido.

"Minha mãe ficou desesperada e perguntou se eles [seguranças] iriam esperar que eu estivesse morto para tomarem uma atitude. Um dos seguranças ainda quis levar ela para o posto policial dizendo que ela estava desacatando ele, mas não levou", contou.

Logo após essa situação, ele e a mãe saíram do posto e não viram mais nenhum dos agressores. Paulo Ricardo disse que precisou ir para um hospital levar mais pontos nos ferimentos e, em seguida, volta para Coaraci.

Ao g1 Bahia, ele afirmou ter registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil e tentou entrar em contato com a produção do Forró Ticomania, mas não conseguiu. A Polícia Civil informou que não localizou o registro da ocorrência.

Leia nota de pronunciamento do Forró Ticomania

"Após tomar conhecimento de que um dos seus participantes sofreu agressão durante o Ticomia 2024, a produção do evento vem a público manifestar solidariedade e repudiar qualquer forma de violência e/ou discriminação, reafirmando que não compartilha com esse tipo de atitude.

Com 37 anos de história, o Ticomia construiu uma trajetória de sucesso, na defesa da alegria, da paz e da cultura nordestina. Ao longo desse período, o evento se destaca pelas medidas de segurança adotadas para o conforto de seus participantes, a fim de garantir um ambiente de congraçamento da festa junina.

O Ticomia, inclusive, se notabiliza por ser uma festa que acolhe todos os públicos, sem distinção de qualquer natureza, e respeita a diversidade humana e cultural, como pode ser constatados, ao longo de quase quatro décadas, pelos admiradores e participantes do evento.

Dessa forma, o Ticomia ratifica que repudia qualquer ato de violência, ao tempo em que informa a todos e ao seu público, de modo especial, que já se colocou à inteira disposição para a elucidação dos fatos e tomada das medidas legais necessárias".

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM SEGURANÇA :

Ver mais em Segurança