Empreendedorismo

Baiano cria remédio de chocolate para "curar" vício em WhatsApp

Além dos "remédios" para os viciados em aplicativos, Antônio promete tratar qualquer tipo de mau humor com produto

Redação iBahia
16/05/2016 às 16h48

6 min de leitura
Vício em redes sociais, mau humor, TPM incontrolável, colega de trabalho puxa-saco, dias de preguiça ou até sofrência pelo rebaixamento do time de coração. Quem nunca desejou uma dose de remédio para curar estes e outros momentos? Se essa dose for acompanhada de chocolate, melhor ainda.

Apaixonado por criar, o analista de sistema e designer Antônio Paranhos adicionou o humor a esta ideia e inventou a Chocolaterapia do Chef. O conceito do negócio? Combinar nomes de remédios a situações ou características na busca da cura. O rivoltrado, por exemplo, é receitado para pessoas que vivem reclamando da vida.

Empresário vende chocolate com conceito de “curar” qualquer mau humor dos pacientes. (Foto: iBahia)

A ideia surgiu em 2005. Funcionário de uma agência de publicidade, Antônio formatou o projeto para a venda de um produto, mas não foi aprovado. “Coloquei na gaveta, mas não o esqueci. Sabia que iria usar em algum momento”, conta. Em 2013, Antônio, apelidado de Doutor do Sorriso, iniciou a divulgação dos “remédios”.  BahiaPrazol, VitóriaPrazol, ViagraDeiro, Chocospirina, TPMoff e PeidaZol são alguns dos comprimidos feitos de chocolate disponíveis na farmácia da Clínica do Sorriso. O vício e dependência das redes sociais e dos aplicativos de smartphone não foram esquecidos pelo doutor.O WhatsZepam, para viciados em WhatsApp, surgiu da observação de Antônio em uma confraternização de amigos. “Estavam todos na mesa do restaurante grudados no celular. Ninguém conversava. A interação era só com o WhatsApp”, relembra. A ideia do baiano caiu no gosto dos clientes e fez sucesso nas feiras de gastronomia e moda de Salvador, como Mercado Iaô e A Feira da Cidade.O “medicamento” chegou a ser copiado por outras pessoas. Recentemente, o publicitário carioca Marcelo Azevedo disse, em entrevista ao O Globo, ser o criador do produto. Esta é a terceira vez que Antônio encontra cópias dos seus remédios sendo comercializados sem autorização. “Fiquei triste e envergonhado com a situação. Usaram o design semelhante e copiaram as frases de efeito. É muita cara de pau”, reclama. Antônio entrou em contato com a redação do iBahia para recobrar a autoria do produto, todos registrados em cartório.

Antônio esteve no iBahia para mostrar os “medicamentos” e recobrar a autoria do produto, todos registrados em cartório. (Foto: iBahia)

Depois do WhatsZepam, foi a vez oferecer a cura os viciados em Facebook e Instagram com FaceZepam e Instagramicina. A brincadeira fez sucesso e os pacientes encomendam cápsulas de chocolate para casamentos, formaturas, confraternizações e festas em geral. É só pedir o desenvolvimento de um remédio específico que o Doutor do Sorriso providencia. Em tempos de rotina corrida e estressante, uma dose de humor e chocolate acabam com o problema de qualquer um.

Os remédios para os viciados em redes sociais “trata” o paciente com chocolate. (Foto: iBahia)

Hobby que vira negócioApaixonado por gastronomia, Antônio Paranhos deixou o emprego em uma agência de publicidade para se dedicar ao sonho. Os primeiros produtos fornecidos pela Chocolaterapia do Chef foram tortas e brigadeiros gourmets. Porém, foi com a ideia guardada na gaveta que o negócio alavancou. Junto com os remédios de chocolate veio o conceito e diferencial do empreendimento: tratar todo tipo de mau humor com os doces. A produção dos remédios é de acordo com a demanda de pedidos dos clientes. Antônio conta que, além dos medicamentos já criados, recebe encomenda para elaborar e personalizar o produto para festas de todos os tipos ou como forma de divulgar outro produto. Sem espaço fixo, a Chocolaterapia do Chef atende em feiras. O principal parceiro é o Mercado Iaô, que acontece na Ribeira e teve a primeira edição em dezembro de 2014. O objetivo do evento é dar acesso aos empreendedores individuais ou coletivos da economia criativa de Salvador ao mercado.

Antônio conseguiu com os remédios de chocolate o conceito e diferencial do empreendimento: tratar todo tipo de mau humor com os doces. (Foto: Reprodução/Instagram)

O stand da Chocolaterapia do Chef é conhecido como Clínica do Humor. Nela, atores fazem o papel de doutores do humor e receitam o medicamento ideal para as “queixas e doenças” do paciente. O teatro é uma estratégia de venda. Os atores são vendedores e envolvem o cliente com simpatia e brincadeiras. A atuação no Mercado Iaô, entre 2015 e 2016, gerou a receita bruta de R$ 25 mil. Em grandes eventos, são necessárias até seis pessoas na equipe.

A maior procura pelos produtos acontece em datas comemorativas. Dia das Mães, Dia dos Namorados e Natal, por exemplo, geram a produção de cerca de 1.500 unidades. O carro-chefe são os remédios para os viciados em redes sociais. Os produtos custam entre R$ 5 e R$ 15. Os desejos para o futuro? Uma loja física em um shopping da cidade focada nos remédios de chocolate e um stand com os produtos em uma pâtisserie – tipo de padaria francesa especializada em bolos e doces – de Salvador. Serviço:Chocolaterapia do Chef
Contato: 99133-3897
Instagram: @chocolaterapiadochef
Facebook: Chocolaterapia do Chef