Após morte de motorista por aplicativo, categoria faz protesto em Salvador e pede mais segurança


Foto: Felipe Oliveira/TV Bahia

Motoristas por aplicativo realizam na noite desta segunda-feira (15), uma manifestação em Salvador. O trânsito na Avenida Paralela e na região do Iguatemi está congestionado. O protesto acontece após a  morte de Florisvaldo Rodrigues Filho, baleado no domingo (14), em uma tentativa de assalto. A categoria pede mais segurança para trabalhar.

De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), a carreata começou por volta das 17h30. O grupo estava de carro, e passou pela Avenida Paralela, viaduto Nelson Dahia, Avenida ACM, sentido Itaigara, até ocupar a frente do Shopping da Bahia . O reflexo da manifestação foi visto em diversas vias da capital baiana.

Foto: Felipe Oliveira/TV Bahia

A tentativa de assalto contra Florisvaldo ocorreu na noite de domingo (14), em um trecho da Avenida Pinto de Aguiar, no bairro de Patamares, em Salvador. O motorista passava pela pista, no sentido Avenida Paralela, quando foi abordada por um grupo com quatro suspeitos armados. Durante a ação, um dos criminosos teria atingido o motorista. Os homens fugiram do local após a abordagem. 

Florisvaldo Rodrigues Filho, de 47 anos, estava internado no Hospital Municipal, no bairro da Boca da Mata, desde a noite de domingo (14), quando aconteceu o crime e teve a morte confirmada na manhã desta segunda-feira (15).

Segundo o Sindicato dos Motoristas por Aplicativos da Bahia (Simmacter), de janeiro a agosto, cerca de 600 motoristas por aplicativo foram vítimas de algum tipo de violência no estado. Ainda de acordo com a entidade, mais de 90% dos casos de roubos, furtos e latrocínios são cometidos por pessoas que entram no veículo se passando por passageiros.

Leia mais sobre Salvador em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.

*Reportagem em atualização